| Login | Crie o seu Jornal Online FREE!

Pit-Stop
Desde: 18/10/2001      Publicadas: 36      Atualização: 11/04/2002

Capa |  Acelerando  |  Calendário  |  Competições  |  Entrevista  |  Fala Presidente  |  Femtau  |  Imagens  |  Mercado  |  REGULAMENTOS


 Acelerando

  14/11/2001
  0 comentário(s)


Cuiabá começa a construir seu Autódromo

Obras já começaram e vão custar R$ 2 milhões

Começaram esta semana e devem ser concluídas em três anos as obras do primeiro Autódromo oficial particular de Mato Grosso. A exemplo da pista internacional inaugurada recentemente em Campo Grande-MS, o Autódromo está sendo construído com recursos próprios de um empresário, Carlos Trevisan.

Apaixonado por esportes radicais, Trevisan já possui uma área as margens da rodovia Cuiabá-Santo Antônio, onde funciona a Lagoa Trevisan - local utilizado para eventos e competições de jet-ski, além do autódromo de terra, que já sediou várias competições de autocross e outras modalidades.

De acordo com Luiz Carlos Galvan, parceiro de Trevisan no empreendimento, o custo final da obra está orçado em R$ 2 milhões, mas as obras poderão ser realizadas numa coo-gestão com grandes empresas como a Petrobrás. A idéia é buscar apoio financeiro junto à multinacional brasileira e em troca oferecer espaços publicitários por um determinado tempo, através de um contrato de comodato.

Os serviços de terraplenagem já começaram e devem custar cerca de R$ 200 mil com a primeira etapa da obra, com previsão de entrega para maio de 2002. Será uma reta de 800 metros para a realização de provas de arrancada. A segunda etapa será destinada à conclusão do circuito de 2.500 metros e a terceira, em 2004, com a inauguração oficial, já arquibancadas para 15 mil pessoas, boxes, padock, torres de imprensa e cronometragem, UTI, bilheterias, estacionamentos.

O local escolhido para o autódromo fica numa propriedade do empresário Carlos Trevisan, próxima à Lagoa, a apenas 5 Km do centro da capital. A distância do Rodovia Cuiabá-Santo Antônio ao acesso ao Autódromo é de apenas 300 metros.

- Estamos fazendo um investinmento para transformar este espaço numa ampla e completa área de lazer, que além do Autódromo terá bosques para camping, pista de motocross e estamos também pensando em construir um kartódromo particular, disse Carlos Trevisan.

Luiz Carlos Galvan disse que decidiu encarar o desafio, numa conversa com Trevisan, na semana passada, após obter a informação de que dificilmente o Kartódromo Internacional de Cuiabá será salvo. “Não podemos cair no mesmo erro”, disse.
No próximo sábado os dois empresários farão o lançamento da pedra fundamental da obra, na Lagoa Trevisan, com uma festa que deverá contar com a presença de várias autoridades e empresários ligados ao esporte.

Entre os convidados estão os empresários Mauro Carvalho, Aldo Locatelli, Adalberto Carvalho de Almeida, Armando Dal Pizzollo, Osmar Martins, Cláudio Sparano, José Maria Fratuchelli, José Carlos Gabriel, Ildo Miola, os pilotos Ernani Khun, Eremi Verona, Vanderley Reck, entre outros, além do presidente da Federação Mato-grossense de Automobilsimo, Zilmar Sírtolli.

Os empresários ainda estão escolhendo os nomes para o complexo esportivo, que poderá se chamar “Lagoa Sport Center
  Autor:   Oliveira Júnior


  Mais notícias da seção Eventos no caderno Acelerando
18/10/2001 - Eventos - Criada a Federação de Automobilismo
O empresário e ex-piloto Zilmar Sírtolli, assumiu dia 12/10 o cargo de presidente da Federação Mato-grossense de Automobilismo-FEMTAU. A entidade já nasce forte com a perspectiva de mais de 15 clubes e 150 pilotos filiados, entre modalidades como o kart, arrancadas, autocross, rali, marcas, rali e kartcross....



Capa |  Acelerando  |  Calendário  |  Competições  |  Entrevista  |  Fala Presidente  |  Femtau  |  Imagens  |  Mercado  |  REGULAMENTOS
Busca em

  
36 Notícias